segunda-feira, 9 de março de 2015

Com vistas ao Paço, José Nelto, líder do PMDB na Assembleia, reúne-se com o PT de Rubens Otoni.

Na tarde dessa segunda-feira, 09, na sede do Diretório Estadual do PMDB, o Deputado Estadual, José Nelto, líder do partido na Assembleia, reuniu-se com representantes do Partido dos Trabalhadores (PT), tendo em vista a formação de alianças para a disputa da Prefeitura  de Goiânia, em 2016. Nelto fez questão de enfatizar que trabalha para a construção de um projeto "onde a chapa formada por essa aliança possa disputar, e vencer, a eleição num jogo limpo, num jogo honesto". Para o peemedebista, que defende abertamente a expulsão de Júnior Friboi das fileiras do partido, por ter apoiado o candidato adversário nas eleições de 2014, o candidato da coligação ao Paço "deve ter convicção que em 2018 ele estará conosco apoiando o nosso candidato ao governo do estado de Goiás". Nelto diz ter conversado, além do PT, com o Solidariedade de Armando Vergílio, com o DEM do Senador Ronaldo Caiado, um dos mais proeminentes aliados do PMDB em Goiás, e continua buscando alianças com partidos de oposição no estado. O líder do PMDB fez questão de frisar que irá pessoalmente até Iris Rezende comunicá-lo do projeto peemedebista, das alianças que o partido está buscando, deixando claro que o objetivo é ter candidato efetivamente de oposição ao palácio das esmeraldas. A aliança pretendida por José Nelto esbarra num ponto crucial, que pode inviabilizar o sucesso do seu projeto: Caiado e o PT são como água e óleo. Deduz-se, portanto, que ao receber os representantes do PT, Nelto o tenha feito muito mais por educação do que por propriamente interesse de manter a aliança, já que entre Caiado e o PT, o PMDB não teria a mínima dúvida em escolher o democrata, que já desponta como nome certo para o governo de Goiás em 2018.

Nenhum comentário :

Postar um comentário